Notícias

Empresário William da Silva, da Sooro, receberá título de Cidadão Honorário rondonense

07/06/2018

A Câmara de Vereadores vai homenagear o empresário William da Silva, proprietário do Grupo Sooro, com o título de Cidadão Honorário de Marechal Cândido Rondon. A proposta, presente no projeto de decreto legislativo 02/2018, de autoria do vereador Claudio Kohler (Claudinho), foi aprovada no início desta semana. A data de entrega da honraria ainda será definida pelo Poder Legislativo.

Conforme Claudinho, o título será entregue ao empresário “pelo seu exemplo na valorização e preocupação com o bem-estar dos colaboradores de sua empresa, além de práticas de sustentabilidade e preservação do meio ambiente colocadas em prática no município de Marechal Cândido Rondon”.

 

Histórico

William da Silva nasceu em 28 de junho de 1942 em Piumhi (MG). Mudou-se para Londrina ainda jovem, juntamente com sua família. Naquela cidade, iniciou sua vida profissional na Cativa Cooperativa Agropecuária, onde trabalhou de 1º de setembro de 1965 até 30 de setembro de 1986.

Ele veio para Marechal Candido Rondon em 1987 a convite da Frimesa, onde foi responsável por todas as unidades da área de lácteos da empresa. Empreendedor, também investiu em uma fábrica própria de queijo (Paraná Lácteo) durante três anos. Mas, por ser fora do município e algumas dificuldades com a administração do negócio, vendeu o empreendimento.

Com 40 anos de experiência na área láctea e o apoio da esposa Esméria Engels, William saiu da Frimesa em 2000, quando decidiu alugar uma pequena instalação industrial da própria empresa em que o casal trabalhava com o objetivo de pôr em prática o projeto de captação de soro de leite para concentrar e transformar em matéria-prima para outras indústrias alimentícias. Assim, com apenas 13 colaboradores, nasceu em 2001 a empresa Sooro.

 

Sooro

Conforme o empresário, um dos maiores desafios foi desenvolver os fornecedores do soro de leite, produto que até então era descartado nas lavouras e rios, causando um grave problema ambiental. Para se tornar um fornecedor de soro de leite era necessário investir em espaço para armazenar e manter o produto com qualidade. Assim, William auxiliou seus fornecedores a se estruturarem.

Deste modo surgiram outras oportunidades de negócio, como a Alibra, que se instalou ao lado do novo empreendimento visando transformar o soro em pó com a construção de uma torre de secagem. Com essa parceria os negócios ampliaram-se para os dois parceiros, permitindo que a Sooro investisse em novas tecnologias, inclusive instalando torre de secagem para fabricação do soro de leite em pó, permeado em pó, assim como a inovação no mercado nacional na fabricação do Concentrado Proteico WPC – Whey Protein, e a fabricação de manteiga e creme ATG.

Atualmente, após 18 anos desde a fundação da empresa, William da Silva deu um grande salto nos investimentos e na geração de postos de trabalhos. Agora, são 280 colaboradores da empresa. Além disso, o Grupo Sooro hoje abrange quatro empresas: Sooro Concentrado Indústria de Produtos Lácteos, Concen Comércio de Ingredientes Alimentícios, Reflorestadora Vale do Piquiri e Sooro Holding.

As práticas desenvolvidas no Grupo Sooro já foram reconhecidas e premiadas pelo Sesi, através do Prêmio Sesi ODS 2017 PR na categoria média empresa e empresário destaque Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP). A empresa também já recebeu vários prêmios da ACIMACAR por mérito empresarial e empresário destaque nos anos de 2008, 2009, 2011 e 2014.

 

Fonte: Assessoria de Imprensa da Câmara de Vereadores de Marechal Cândido Rondon.

Foto: Jornal O Presente.

1